RESENHA: Quem Sabe Um Dia, de Lauren Graham


Autor: Lauren Graham
Editora: Record
Páginas: 368
ISBN: 9788501404473

Franny Banks é uma atriz lutando em Nova York, com apenas seis meses para o prazo de três anos que deu a si mesma para ser bem sucedida. Mas até agora, tudo o que ela tem para mostrar por seus esforços é uma única linha em um anúncio de camisolas feias de Natal e um emprego de garçonete degradante. Ela vive no Brooklyn, com duas companheiras de quarto, Jane - sua melhor amiga de faculdade, e Dan, um escritor de ficção-científica, que é muito, definitivamente não namorável. E está lutando por seus sentimentos por um cara suspeitamente charmoso de sua aula de atuação, tudo isso enquanto tenta encontrar um shampoo para seus cabelos que realmente funcione. Enquanto isso, ela sonha em fazer um trabalho "importante", mas parece que ela só consegue audições para propagandas de detergente líquido e comerciais de manteiga de amendoim. É difícil dizer o que vai acontecer primeiro: ela vai ficar sem tempo ou sem dinheiro, mas de qualquer forma, o fracasso significaria enfrentar o fato de que ela não tem absolutamente nenhum habilidade para sobreviver no mundo real. Seu pai quer que ela volte para casa e vire professora, seu agente não vai chamá-la de volta, e sua colega de aulas, Penelope, que parece incentivadora, pode só tornar a competição ainda mais difícil. Quem Sabe Um Dia é uma estreia engraçada e encantadora sobre encontrar a si mesmo, um amor e o mais difícil de tudo, encontrar um trabalho como atriz.


Quem Sabe Um Dia é o primeiro livro da aclamada atriz Lauren Graham. Sim! A Lorelai na série Gilmore Girls e Sarah Braverman em Parenthood. Sempre tive bons comentários da atuação de Lauren nas séries de TV e quando soube que ela iria publicar no Brasil com a Editora Record, confesso, fiquei curioso para conhecer o trabalho da atriz. Neste romance com cara de chick-lit, conheceremos Franny, uma atriz que luta para sobreviver. 

Há dois anos e meio, Franny mudou-se para Nova York e estipulou para si mesma um prazo de três anos para conseguir papéis de destaque como atriz. Porém, o que ela conseguiu foram apenas comerciais de Natal e um emprego como garçonete num clube de comédia. Ela divide o apartamento com Dan, e sua melhor amiga, Jane. 


“Preciso encontrar minha voz, senão vão me mandar sair. Ou pior: vão me arrastar do palco com uma daquelas bengalas gigantes de filme antigo. No período elisabetano, o público atirava ovos podres no ator quando não gostava da atuação. Não se faz mais isso, faz? Isto aqui é a Broadway, ou pelo menos, acho que é. Ninguém iria atirar...”


Franny tem muita personalidade e não desiste tão fácil dos seus sonhos, como um personagem qualquer faria. Todos acreditam que ela precisa de um “plano B”, caso não consiga realizar seus sonhos. Mas ela sabe que não tem um plano b, e que atuar é algo que ela sabe fazer melhor do que ninguém.  


“Qualquer um consegue sorrir no seu melhor dia. Gosto de conhecer homens que conseguem sorrir no seu PIOR.”


Eu gostei muito da Franny! A história tem um ritmo bem legal, de chick-lit mesmo, sabe gente? É impossível não rir ou se encantar com as trapalhadas aventuras de Franny. Lauren soube explorar sua experiência como atriz para construir um romance envolvente em que os papéis se invertem e podemos perceber que em qualquer profissão, existe um esforço tremendo para se alcançar qualquer posição. 

“Não conte histórias de um trabalho que quase conseguiu. Aprenda com a derrota e não fique insistindo nisso. Siga em frente.”


Através dos bastidores, observamos Lauren Graham construir um romance incrível que você precisa conhecer. A Editora Record está de parabéns pelo ótimo trabalho com a diagramação, onde podemos acompanhar cada passo de Franny. Venha conhecer essa história e se deliciar como eu me deliciei. 



Share this:

COMENTÁRIOS

3 comentários:

  1. Não conhecia o livro mas pela sinopse e sua resenha me interessei pra caramba.

    Parece ser bem leve e divertido :)

    Parabéns pela resenha, super caprichada!

    Beijos,

    webteentwl.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Tainá!

    É um ótimo livro, li em poucas horas! :)

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Eu havia adicionado esse livro aos meus desejados assim que li a sinopse e nem sabia quem era a autora :P e depois da sua resenha só fiquei com mais vontade de adquiri-lo Vitor.
    Bjs

    ResponderExcluir