RESENHA: Ela é uma Fera! - Marina Carvalho



Autor: Vanessa Bosso
Selo: Independente - Amazon
Páginas: 215
ASIN: B00HDOQ9DI
- See more at: http://seismilenios.blogspot.com.br/#sthash.cBQ6BP2R.dpuf
Autor: Vanessa Bosso
Selo: Independente - Amazon
Páginas: 215
ASIN: B00HDOQ9DI
- See more at: http://seismilenios.blogspot.com.br/#sthash.cBQ6BP2R.dpuf
Autor: Vanessa Bosso
Selo: Independente - Amazon
Páginas: 215
ASIN: B00HDOQ9DI
- See more at: http://seismilenios.blogspot.com.br/#sthash.cBQ6BP2R.dpuf



Autor: Marina Carvalho
Selo: Novo Conceito
Páginas: 155
ISBN: 9788581633305




No interior de Minas Gerais, Clara, uma menina de traços delicados, rosto de porcelana e cabelos dourados tem muitos admiradores, inclusive Henrique, o menino mais popular da escola que fará de tudo pra poder sair com ela, inclusive trapacear... É que o pai de Clara colocou na cabeça que sua filha mais nova só poderá sair com um menino depois que sua filha mais velha, Carolina, arrumar um namorado. Parece simples: basta que Henrique arrume um “namorado” para Carol e siga com seu sonho de ficar com Clara. Determinado, Henrique arruma o tal namorado para Carol: Pedro, o badboy. Mas o que nem Henrique, nem Clara, nem Pedro imaginavam é que a intragável Carol iria se comportar como uma insuportável ao lado de Pedro — e jogar água em todos os planos de romance de Henrique e Clara. Caberá a Pedro dar um bom resultado a esta situação, mas será que ele vai conseguir conquistar o coração de gelo de Carol e, finalmente, domar a megera? Ela é uma fera! é uma releitura escrita pela autora Marina Carvalho do clássico A Megera Domada de William Shakespeare


Este foi o primeiro contato que tive com a escrita de Marina Carvalho, autora de Simplesmente Ana e Azul da Cor do Mar. Antes eu tinha um pouco de medo de ler SA e não curtir, mas agora, conhecendo um pouco da narrativa da autora, já tenho certeza que SA entrou para minha lista de desejados e se falando de escrever, Marina é uma fera! 

Mas vamos contar por partes, Ela é uma Fera! foi publicado apenas em e-book. Não é um romance qualquer, é uma releitura do clássico A Megera Domada, de William Shakespeare. Confesso que nunca li este livro, mas sempre vi na Tv vários filmes, curtas, novelas e peças inspiradas na obra de Shakespeare. Ou seja, basicamente, já conhecemos a história da megera. Pai rígido, duas filhas, a mais nova só pode namorar quando a mais velha encontrar um namorado. E também já vi várias adaptações, onde o assunto é casamento. A escrita de Marina é simples, não tem nada de especial, mas a forma como ela escreve torna cada palavra uma preciosidade. É uma narrativa bem divertida. 

Agora vou comentar um pouco da história. Carolina é minha personagem favorita, gosto do gênio dela. Considerando que se minha mãe tivesse me abandonado, da forma como a dela a abandonou, eu também me fecharia para o mundo. Carolina é a típica megera. Focou nos estudos, é responsável, extremamente educada e organizada. Mas é aquele tipo de garota que não leva desaforo para casa e nenhum homem será capaz de conquistá-la, pois para Carol, um rostinho bonito não é o suficiente. 



“Significava que Carolina era das palavras; Pedro, dos cálculos. Diferença número um.”


Já sua irmã Clara, é a típica irmã-adolescente doce, meiga e popular. Isso mesmo, ela é estilo de garota por quem eu, Vitor Emmanuell jamais me apaixonaria. Digo isso porque Clara é muito meiga, e ao mesmo tempo, imatura. Não gosto de garotas imaturas, elas me dão medo. Por isso, eu me apaixonaria por Carol, e aceitaria o desafio de conquistá-la. Mas isso não vem ao caso, a história não é minha.


“Honestamente, queria ser um Sr. Darcy. Portanto estava fadada a não encontrar o par perfeito, pois um homem com tais qualidades não existia na vida real.”


Graças a isso, Clara não tem liberdade tadinha! Não pode sair com nenhum garoto, não tem liberdade de sair com os amigos, etc, etc e etc. Já Carol, tem carro, estuda Jornalismo, sai e entra a hora que quiser. Embora eu conheça o estereótipo da Clara, ela me irritou durante toda a leitura. Acho que no fundo, não suporto essa imaturidade. 

Entre tudo isso, Clara conhece Lucas, um carinha que veio do exterior. Ele não vê a hora de completar 18 anos e sair do Brasil. Porém... Ele muda de ideia assim que vê Clara entrando no colégio. Pena que ele percebe que ele e todos os garotos do colégio se apaixonariam facilmente pela doce Clara. Ainda bem que Clara é péssima em inglês... Já Lucas... É um deus da língua inglesa, e será a forma que Lucas usa para se aproximar da garota.

Henrique o cara idiota que eu adoraria espancar até a morte quer muito sair com Clara e paga um amigo para seduzir a megera. Ele é tipo o cara mais popular, riquinho e metido do colégio. Por esse fato, as meninas caem em cima. Mas ele só tem olhos para Clara, que aparentemente é caidinha por ele.


“— Homens mais espertos dariam uma desculpa esfarrapada – improvisou. – Mas prefiro deixar a sagacidade de lado e dizer com sinceridade: não consigo tirá-la da cabeça desde que me atropelou no estacionamento da faculdade de Comunicação. Estou irremediavelmente atraído por você, Carol.”


E como vocês podem perceber, a história toma rumos já esperados. O final não me surpreendeu, já esperava algo do tipo, mas a forma como Marina escreveu aquele final foi que me surpreendeu. Uma releitura excelente, que na minha opinião, merecia uma edição física com uma capa ilustrada, do jeitinho que nós leitores merecemos.

Share this:

COMENTÁRIOS

1 comentários:

  1. Oi Vitor! :D


    Eu já havia visto esse livro diversas vezes, mas confesso, ele não tinha despertado a minha atenção. Mas a sua resenha demonstra que a Marina sabe o que faz com as narrativas dela, rs. Fiquei curiosa!


    Beijos!
    Mi
    Inteiramente Diva

    ResponderExcluir