RESENHA: Pelas Portas do Coração - Zibia Gasparetto

Pelas Portas do Coração
Autora: Zibia Gasparetto
Editora: Vida & Consciência
Ano: 1995
Sinopse: Pensando fazer o melhor, acabamos por nos conduzir ao vale do desajuste e da dor. Até que a audácia de uma alma forte e lúcida como a de Juliana nos mostre que o verdadeiro vencedor é aquele que tem a coragem de calar o mundo em si e caminhar pelas portas do coração.

A história começa com uma família bem típica: pai, mãe, um filho e duas filhas.
Dagoberto, o pai, é médico e extremamente rigoroso com as ações dos filhos e da mulher.
Norma, a mãe, é extremamente paciente e amorosa, embora seus preconceitos sejam evidentes.
Clóvis, o mais velho, é o típico garoto problema: sai todos os dias com os amigos, não gosta de estudar, dirige à mais alta velocidade.
Vera, a do meio, presta vestibular, mas toda sua classe leva a crer que um casamento lhe seria mais proveitoso (ela mesma acredita nisso).
A mais nova, Juliana, é que foge do padrão. A menina é extremamente calada e pensativa, tem poucos amigos, o que preocupa seus pais. Além disso, ela é sonâmbula e às vezes fala algo que parece sem nexo a quem não entende.
Na verdade, Juliana foi preparada para uma missão espiritual: a de ajudar todos que dela precisassem. Seu espírito é calado por sentir saudade do lugar a que pertencera anteriormente.
O livro mostra como nossas ações em relação a nós e aos outros, mesmo com a melhor das intenções, pode  levar ao prejuízo.
Livros espíritas são bem tranquilos e bastante elucidativos. Nunca tinha lido nenhum da Zíbia, mas não foi diferente dos que li. Lucius, seu 'espírito-guia', é muito sábio.
A narrativa é muito tranquila e serena, com alguns poucos picos de tensão aqui e acolá. As personagens são bastante complexas. O livro leva a sério a que veio.
Não gostei da falta de dinamismo no começo e de alguma coisa a mais que faltou no caminho, mas nada que diminua de forma absurda a nota. Ademais, gostei.


A Autora
Zíbia conta que, em 1950, já mãe de dois filhos, teria acordado certa noite com um formigamento no corpo. Em seguida, teria se levantado e passado a andar pela casa como um homem, falando em alemão, idioma que desconhecia. O marido, surpreendido e assustado, recorreu ao auxílio de uma vizinha, que, ao chegar à residência da família, teria feito uma oração capaz de restabelecer Zíbia. No dia seguinte, Aldo Luiz dirigiu-se a uma livraria, onde adquiriu O Livro dos Espíritos. Juntos, teriam começado a estudar a Doutrina Espírita.Daí começou a escrever os romances ditados por Lucius.

Agradeço à Editora Vida & Consciência pelo exemplar.


Sobre a Autora:
Ana Carolina Nonato cursa Ciência da Computação na Universidade de São Paulo (USP), mais especificamente no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) em São Carlos. Leitora assídua desde os 3 anos de idade, os livros são seus maiores amores na vida juntamente com o Cinema (antigo) e o bom e velho rock 'n' roll.


Gostou? Receba as publicações por e-mail!
Digite seu e-mail:


Delivered by FeedBurner

Share this:

COMENTÁRIOS

0 comentários:

Postar um comentário