RESENHA: Indiana Jones e a Grande Cruzada - Rob MacGregor

 Indiana Jones e a Grande Cruzada
Autor: Rob MacGregor
Páginas: 193
Editora: Publicações Europa-América
Ano: 1991
Sinopse: Indiana Jones, o incrível arqueólogo aventureiro, está de volta para uma nova expediçäo que o conduzirá, uma vez mais, ao longo de um desenfreado combate contra as forças do mal.
Mas primeiro tem de cumprir uma missäo pessoal: deve descobrir o paradeiro do pai, o Dr. Henry, conceituado historiador que foi raptado porque alguém pensa que ele sabe onde se encontra o Sagrado Graal, o cálice de ouro que contém o segredo da vida eterna.
Dos canais de Veneza até às alturas estonteantes dos castelos alemäes, passando pelas terras áridas dos desertos orientais, Indiana Jones tudo fará para salvar o pai. Juntos, iräo combater a força mais poderosa do século: o nazismo.
Contudo, existe o nazi disposto a tudo para alcançar a imortalidade...


Enredo
• Espaço: por se tratar de um romance, deve ter uma caracterização feita com maior esmero e atenção para ambientar bem o leitor e não cansá-lo com exageros. O livro possui mais: além dos aspectos anteriores, se estende em algumas descrições por conta dos ambientes em que a história se passará, saciando a curiosidade do leitor.
• Tempo: Contextualizado na época em que foi escrito, embora não haja uma referência direta ao tempo em que se passa o enredo.
• Personagens: Como é narrado em terceira pessoa do singular, tem uma visão mais ampla (embora propositalmente limitada para não estragar as surpresas que virão) das mesmas, que são complexas mas não em demasia, tendo em vista que o principal aspecto é a história em si.
• Andamento do enredo: Não é um enredo leve, mas o andamento é muito bom e rápido, principalmente devido ao suspense da caçada de Jones.
• Início, meio e fim: o começo é bem típico dos livros de ação, gradual, leve, introduzindo o assunto e as variáveis que serão importantes em outros momentos. O meio possui mais esclarecimentos e tensões, acelerando o ritmo da leitura e as emoções do leitor. Já o final possui o maior ritmo de todos, é aqui que as revelações maiores são feitas. Um bom livro de ação sempre possui estes aspectos.

Estrutura "Artística"
• Capa: infelizmente, esta não é a capa do livro. Trata-se de uma edição rara que nem no skoob ou em catálogos é fácil de ser encontrada. Portanto, este aspecto não será considerado.
• Diagramação: fixa, confere organização.
• Fontes: de tamanho razoável, de fácil leitura e que não cansam o leitor.
• Sinopse: A sinopse acima é muito longa e entrega muito. Precisaria ser mais sucinta para instigar a curiosidade no leitor, o que o faria ler com entusiasmo. Uma boa sinopse é o primeiro passo para o sucesso.
• Enredo: a escolha das palavras e da ordem das mesmas é boa, mas não das melhores.

Análise
Enredo (x2): 3,75 (bom);
 • Espaço (x2): 4 (muito bom);
 • Tempo (x2): 3 (bom);
 • Personagens (x2): 4 (muito boas);
 • Criatividade (x1): 3 (boa);
• Andamento do enredo (x2): 4 (muito bom);
• Início, meio e fim (x3): 4 (muito bom);

Estrutura Artística (x1): 2,87 (muito boa);
 • Diagramação (x1): 4 (muito boa);
 • Fontes (x2): 4 (muito boas);
 • Sinopse (x2): 1 (ruim);
• Enredo (x3): 3 (boa);


Nota final: [2.(3,75) + 2,87.1]/3 = 3,46



 Gostei da obra?
Foi o primeiro contato que tive com um livro do Indiana Jones e até que gostei, mas não foi nada muito extraordinário. Sinceramente, é muito americanizado e enlatado quanto os próprios filmes. Claro que, se tiver a oportunidade de ler os outros volumes, o farei para tirar a prova. Não é o meu tipo de leitura, todavia.

Esta resenha faz parte do Desafio Literário 24/12.


Share this:

COMENTÁRIOS

4 comentários:

  1. Oi Ana, tudo bem?

    Nossa não fazia ideia que existiam livros da "série" Indiana Jones. Gosto muito desse tipo de contexto, acho que por gostar bastante de história. Vou procurar o livro, quem sabe eu gosto!

    Beijos

    Pah, Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
  2. Ana!
    As aventuras do Indiana sempre extrapolam o imaginário, porque tem cenas no mínimo impossíveis de acontecer, mas gosto de aventura e sou bem fã da série.
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Não sei se leria esse livro, pois sou mais apegada aos filmes e se não é tão bom assim, melhor nem tentar, afinal a tanta leitura mais interessante por ai. Beijokas Elis!!!

    ResponderExcluir
  4. Hehe, nunca li nada de Indiana Jones, mas sou fanática pelos filmes!

    ResponderExcluir