RESENHA: Senhora, a Bruxa - José de Alencar e Angélica Lopes



Senhora, a Bruxa
Autores: José de Alencar e Angélica Lopes
Editora: Lua de Papel (Leya)
ISBN: 978-85-63066-32-9
Ano: 2010
Skoob

Sinopse: Aurélia Camargo é poderosa. Rica, linda e solteira, ela consegue enfeitiçar todos os homens à sua volta. Uma mulher assim tinha que esconder algum segredo. Em 1875, José de Alencar criou Senhora, essa destruidora de corações que comprou o único homem que se atreveu abandoná-la. Nesta nova versão do romance clássico, feita por Angélica Lopes, o folhetim de época vira uma trama sobrenatural, com elementos de magia. A vingança de Aurélia contra o ex-namorado agora é elaborada com a ajuda das misteriosas irmãs Blair – feiticeiras celtas em busca de vida eterna, que há mais trezentos anos semeiam a discórdia entre os pobres casais apaixonados.



Olá, queridos leitores!
Volto com a resenha de mais um livro interessantíssimo! Trata-se de uma nova versão do romance Senhora, de autoria do romântico José de Alencar (um excelente escritor brasileiro). Angélica Lopes é a responsável por esta nova versão.
Todos que ouviram falar de ou leram a personagem Aurélia Camargo sabem que a moça é uma destruidora de corações, certo? E todos devem saber que isso se deve à compilação de sofrimentos que a moça teve e cuja gota d’água foi o abandono por parte de Fernando Seixas, seu noivo, em troca de 30 mil réis.
José de Alencar coloca razões puramente afetivas e financeiras para tal desenrolar dos fatos (típico do romantismo com uma pitada de realismo), mas Angélica Lopes propõe outra linha de pensamento: e se este “destino” sofresse influência sobrenatural? Falo, especialmente, das irmãs Blair.
Estas bruxas estão vivas há séculos... Mas, para isto ocorrer, precisam tomar uma poção de 58 em 58 anos. Eis os ingredientes:
4 lágrimas de amor vertidas pelo mais infeliz dos amantes instantes após o abandono.
2 juras de ódio proferidas por quem já jurou amor eterno.
1 gota de sangue em ferimento feito pelo ser amado com objeto de prata e na intenção de matar.
As três Blair se mudam para a rua de D. Emília e Aurélia, e a partir deste momento eventos estranhos começam a acontecer... Tudo em nome de imortalidade.
As personagens são muito interessantes, inclusive as que já apareciam no romance de Alencar. As Blair são cruéis, mas é impossível não gostar delas ou torcer para que consigam viver mais um pouco... Além de suas frases clássicas: “Uma das maiores qualidades de uma bruxa...”
O Lemos é igual nos dois romances. Aurélia continua ingênua mesmo quando se torna rica (por conta dos “aconselhamentos” das Blair), Emilinho é mais auto-suficiente. O avô Camargo e o pai Pedro travam diálogos muito engraçados.
Outro atrativo ao romance é o fato de Angélica ter mesclado uma linguagem mais simples e mais sucinta com trechos do livro em si. Quem ainda não leu “Senhora” pode ter uma boa noção da história com esta adaptação simples e divertida.
Alguns probleminhas de pontuação são perceptíveis e isto pode comprometer o ritmo da narrativa em diversos momentos; fora este defeito, não há mais nenhum.
Eu gostei de a autora ter prezado por uma obra nacional (José de Alencar é incrível) com um sobrenatural pouco clichê (as Bruxas), mas não gostei de as atitudes do Seixas, de algum modo, terem sido justificadas. Não posso culpar a Angélica: José de Alencar também o faz.
Espero que tenham gostado e que leiam! “Senhora, a Bruxa” faz parte da série “Clássicos Fantásticos” que possui títulos como “A Escrava Isaura e o Vampiro”, “Dom Casmurro e Os Discos Voadores”, dentre outros. Não deixem de ler!

Nota: 3 (Bom)



Share this:

COMENTÁRIOS

7 comentários:

  1. Nossa, bem viajado o livro.
    Mas parece interessante!

    Muito legal seu blog, dá até pra fazer pesquisas nele!

    beijos!

    arenasaude.blogspot.com

    To seguindo seu blog!

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha ^^ Sou doida para ler algum desses Clássicos Fantásticos, parecem ser livros bastante inusitados, rsrs
    Mas primeiro tenho que ler a obra original para então compreender estas novas versões!

    Amei a dica :)

    Abraços,
    http://leitorasanonimas.com

    ResponderExcluir
  3. Nao li Senhora. mas essa releitura sobrenatural parece ser bem divertida. Já tinha ouvido falar desses classicos com essa nova releitura mas ainda nem li os originais...kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Como já disseram...o livro ficou bem viajado, mas parece bem divertido!!!!
    Gosto bastante da história original...poderei dar uma chance pra este!!!!!!

    bjus

    ResponderExcluir
  5. Quero ler algum livro dessa coleção, parece ser bem legal.Mas primeiro tenho que ler as obras originais...
    O problema é achar tempo.


    http://funhousesa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Parece ser bem interessante, mas acho que prefiro ainda o original.
    Bjus, Maria.

    ResponderExcluir
  7. Não sei se leria essa. Gostei muito do original e acho que essa versão da história me desagradaria.
    Bjos, CArol.

    ResponderExcluir