RESENHA: Léo, O Driblador - Joachim Masannek e Jan Birck (Feras Futebol Clube #1)

Léo, O Driblador (Feras Futebol Clube #1)
Título Original: Leon, der Slalomdribbler (Die Wilden Fussballkerle #1)
Autores: Joachim Masannek e Jan Birck
Editora: Vida & Consciência
ISBN: 978-85-7722-060-1
Ano de Publicação: 2003 (Alemanha)
Edição: 
Palavras-chave: Literatura Estrangeira, Século XXI, Infanto-Juvenil
Revisão: Fernanda Rizzo Sanchez
Tradução: Inês A. Lohbauer
Skoob
Onde Comprar

Sinopse:  'Léo, o Driblador' narra a história de 7 garotos que, diante das dificuldades de enfrentar um time de garotos muito mais velhos que invadiram o seu campinho, encontram coragem para superar seu próprios limites. Nesta aventura descobrem que as diferenças e o respeito mútuo são tão importantes quanto seus habilidosos dribles. Assim aprendem que a vitória é uma questão de tarbalho em equipe e desenvolvmento pessoal.


Espaço
Alemanha. Os acontecimentos da história revezam-se entre a casa das personagens, o campinho e o terreno à beira do rio.

• Caracterização: É simples e feita de acordo com o enfoque do narrador, plausível com a proposta e classificação etária do livro (Infanto-Juvenil). Mesmo escrito na Alemanha, Europa, o livro possui uma caracterização que permite aos povos dos trópicos entenderem e imaginarem as situações propostas (se preciso, o tradutor dispõe de notas acerca das paisagens que sejam estranhas ao leitor).


Tempo
Atual, mas não é determinado.


• Caracterização: Como a história se passa em poucas semanas e o enfoque principal não seja, por exemplo, a determinação escrita do tempo (dia, mês) ou a descrição mais detalhista da casa de cada um (a maioria das passagens é no campinho), o tempo da narrativa é inferido através do espaço, e mesmo assim esta conclusão não é precisa. Isto, porém, não altera significativamente o aproveitamento do leitor, muito pelo contrário: torna a história mais leve e, até mesmo, atemporal em muitos quesitos.


Personagens
As características de cada personagem são bem definidas, embora não explicitadas totalmente (proposital - este livro faz parte de uma série em que cada um dos livros põe em evidência uma personagem, e é deste modo que o leitor, aos poucos, vai tomando consciência mais profunda das personalidades de cada uma). Como narrativa é feita por Léo, alguns elementos da história são subjetivos, vistos de acordo com a perspectiva do narrador; isto não impede, entretanto, que algumas personagens se revelem mais objetivamente: há um equilíbrio.


Coerência entre espaço, tempo e personagens
O tempo não constitui um fator importante no "casamento" com os outros elementos. A junção entre espaço e personagens é o ponto crucial desta história, e não há incoerência nenhuma neste aspecto. Esta afinidade entre os elementos é facilitada pelo caráter simples e leve da história.


Enredo
Narrado em 1ª pessoa do singular de forma onisciente. A narrativa é feita, predominantemente, no passado e de forma leve (como seria característico de uma criança). Este estilo de narração faz com que o leitor torça pelas personagens, analisando todas as ações das mesmas e tomando uma posição (o leitor não toma consciência de que a história já está montada; há uma sensação de que é possível modificar o enredo com a análise do mesmo). Dividido em 21 capítulos, mostra os altos e baixos deste time de Feras!


Capa
É bonita e característica: tem os gomos da bola de futebol, o logo do time e a figura de Léo, seu olhar de desafio (como seria próprio de um driblador). 


Sinopse
Explica bastante ao mesmo tempo em que incita o leitor à aventura. Uma sinopse de simples entendimento (perfeita para o público-alvo), o que não a impede de instigar pessoas mais velhos à leitura.


Estrutura física
O material de capa é maleável, mas não permite com facilidade que a mesma se amasse (isso se deve à espessura). Não conta com orelhas, mas possui um  marcador de página próprio para o livro. Os desenhos são muito bonitos e em preto e branco (embora pudesse haver mais deles) e a letra é de agradável leitura pelo tamanho médio.


Gostou da obra?
Adorei! Foi uma diversão do começo ao fim. Torci muito pelos Feras, senti as mãos formigarem e até dei palpites na história. Fiquei muito satisfeita com o final e com uma vontade imensa de ler os outros volumes. Mal posso esperar pelo livro que destaca Raban, o herói (leiam o livro e vocês me entenderão)! Leitura maravilhosa.


Avaliação
- Enredo: 10
- Capa: 10
- Caracterização das personagens e entrosamento entre as mesmas: 10
- Caracterização do tempo e espaço e coerência entre os mesmos: 10
- Aspectos gramaticais: 10
- Sinopse: 10
- Estrutura física: 9


Nota: 9,8


Recomendações
A todos que o desejarem. É um livro perfeito para todas as idades e gostos!

Agradecimentos à Editora Vida & Consciência pela parceria.



Share this:

COMENTÁRIOS

10 comentários:

  1. Olá Ana Carolina,
    Achei interessante a sua maneira de resenhar. Obrigada pela visita no blog.
    Beijos
    @ElysannaLouzada

    ResponderExcluir
  2. Não me interessei não, por se tratar de um personagem muito novo, mas acho que parece ser uma história legal para um público mais jovem!

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com

    ResponderExcluir
  3. Oiie Ana!!!
    Que resenha hein! Dá até inveja!
    Olha, obrigado pela dica lá viu!

    E, bem, quanto à resenha, realmente muito profunda e profissional!

    Dieison C.
    Aviador Read

    ResponderExcluir
  4. Pensava que se passava no Brasil pelo lance do futebol.rsrs Agora n sei se leria, acho meio juvenil de mais. Mas parece q tem uma liçao bacana.

    ResponderExcluir
  5. Parece ser interessante.
    Mas acho que é mais interessante para os mais jovens.

    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  6. Não sei se eu iria gostar, não é muito o meu estilo.
    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Não sei se eu iria gostar, não é muito o meu estilo.
    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Legal, mas acho que não leria. Não suporto futebol.
    Bjus, Maria.

    ResponderExcluir
  9. Não sou muito fã de livro narrados em 1ª pessoa. Acho que já comentei isso em outro comentário.
    Bjos, Carol.

    ResponderExcluir
  10. Essa obra me parece simples e sem muitas artimanhas para engajar o leitor durante sua leitura, porém me parece uma boa escolha para um público mais jovem e também muito boa para ser usada como obra literária nas salas de aula, pois parecer envolver uma leitura leve e discontraída algo realmente apreciável em certas faixas etárias.
    xoxo

    ResponderExcluir