[RESENHA] Poderosa: Diário de uma garota que tinha o mundo na mão - Sergio Klein


PODEROSA - Diário de uma garota que tinha o mundo na mão
Autor: Sérgio Klein
Editora: Fundamento
ISBN: 857676024X
Ano: 2006
Edição:
Palavras-chave: Literatura Brasileira, Infanto-Juvenil
Skoob

Sinopse: O pai e a mãe estão se separando, o irmão caçula é o garoto mais implicante do planeta e a avó passa os dias na cama, descascando a parede com as unhas, sem saber o que acontece ao redor. É este o habitat de Joana Dalva, que aos 13 anos sonha em ser escritora. Tudo o que ela desejava era criar histórias que distraíssem os futuros leitores, mas um dia faz uma redação sobre a quase xará Joana d Arc e provoca uma reviravolta na História.
Se uma simples redação podia mudar o passado, por que não usar a literatura para consertar o presente? Joana Dalva não hesita em converter a ficção em realidade. O problema é que cada texto produz conseqüências imprevistas, dando origem a outros textos que trazem novos problemas. E o jogo de gato e rato acaba escapando do controle.
Para participar desse jogo, não é preciso ter a idade de Joana Dalva nem sentir na pele os conflitos e as espinhas da adolescência. Este romance de Sérgio Klein destina-se a todos os que ainda acreditam no poder transformador das palavras.

Espaço
O local da história é o Brasil, mais precisamente a rotina de uma garota da 7ª série.

• Caracterização: As descrições são feitas de acordo com o foco do livro, ou seja, são bem sucintas, o que não torna a descrição cansativa. Em dados momentos, por conta de uma descrição anterior, o autor deixa uma parte sem a descrição. Isto pode deixar o leitor perdido sem imaginar a cena que o autor deseja.

Tempo
No século XXI.

• Caracterização: O tempo da história é bem sutil no livro. O autor se vale de descrições cotidianas como alusões à equipamentos modernos, fast-foods e internet para ambientar o leitor.

Personagens
A personagem principal é Joana Dalva e os outros são as secundárias. O entrosamento entre eles não é contínuo, por se tratar de um diário (mostrando só o que Joana vê), mas quando acontece é intenso.

• Caracterização: A personagem mais complexa é Joana pelo fato de ser um diário, mas alguns outros demonstram certa profundidade de pensamentos e sensações como João e vó Nina. Depende do foco narrativo do diário.

Coerência entre tempo, espaço e personagens
Totalmente coerentes entre si, inclusive pelo século, espaço e a profundidade que as personagens apresentam neste aspecto.

Narrador
Narrado em 1ª pessoa de forma onisciente.

Conteúdo
Joana Dalva é uma garota que adora escrever. Sonha em ser uma escritora um dia e por isso inventa as mais variadas histórias. Isso muda depois de uma previsão da cabeleireira da mãe que lhe diz ser muito poderosa. A partir daí, tudo o que Joana escreve com a mão esquerda acontece. Além deste acontecimento fenomenal, Joana recebe bilhetes de um admirador secreto que, na verdade, demonstra não ser tão secreto assim.
Interessante o modo como o autor montou a história, de modo que o mistério acerca dos bilhetes seja ofegante no final (que é fraquíssimo). O aprendizado de Joana Dalva é algo a demonstrar.

Estrutura
O título é bem coerente com a história por se tratar de um diário pessoal (e por Joana Dalva ter uma mão "mágica"). A capa é chamativa, mas poderia ter sido melhor trabalhada.

Vocabulário
O ritmo do enredo é excelente, flui com naturalidade. Nenhum erro morfológico ou sintático, revisão minuciosa da Editora. A sonoridade é comprometida (mesmo com os aspectos anteriores).

Avaliação
- Enredo: 8
- Capa: 5
- Caracterização das personagens e entrosamento entre as mesmas: 8
- Caracterização do tempo e espaço e coerência entre os mesmos: 6
- Aspectos gramaticais: 7

Nota final: 6,8


Gostou da obra?
Eu tenho um carinho muito grande por esta série de livros - principalmente pela Joana ser canhota e ter a mão tão incrível, mesmo sendo um tanto pobre em quesitos ficcionais.

Recomendações.
A todos que gostem de literatura nacional e juvenil, divertida o bastante para o tempo passar.

O Autor
Sérgio Klein nasceu no dia 7 de julho de 1963 e morreu no dia 03 de julho de 2010, após passar alguns dias no CTI, em Belo Horizonte, acometido de por uma bactéria de difícil tratamento (Staphylococcus aureus), cuja toxina destroi as células humanas.Premiado no Brasil e no exterior, ele acreditou no poder transformador das palavras e cativou muitos adolescente no mundo. Sérgio deixa três filhos, Pedro, Letícia e Gabriel.




Share this:

COMENTÁRIOS

12 comentários:

  1. Acho esta série de livros bem legal pra dar uma viajada, porque realmente acontecem várias coisas que são questionáveis.
    Agora eu quero ler o Poderosa 5, é o último que falta pra eu terminar.

    Beijos,
    Miriam.
    bookerqueen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post, a resenha está ótima .E adorei saber um pouco mais sobre o autor.
    Bjos.

    funhousesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Minhas amigas (que convenhamos, só leem livros de menos de duzentas páginas :P), falaram muito desse em especial. Até fiquei curiosa, logo elas, que não curtem ler... então acho que depois d'O Senhor dos Anéis (após vc falar tanto, decidi ler) vou começar essa coleção.

    Beijinhos, Babi
    http://a-viajante-dos-livros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Queria muito ler esta série, sempre ouvi falar super bem!

    ResponderExcluir
  5. Eu AMO essa série, é uma gracinha :D Pena que o escritor morreu ): tenho certeza que havia ainda muita coisa a ser escrita.

    ResponderExcluir
  6. Nunca li essa série, deve ser legal.
    Bjos, Carol.

    ResponderExcluir
  7. Essa série é muito fofa. Amo!
    Bjous, Maria

    ResponderExcluir
  8. Dificilmente compro um livro só divertidinho, pra passar tempo. Sempre compro livro que acho q vou gostar muito, me surpreender. Não leria esse.

    ResponderExcluir
  9. Mais uma ótima dica! Vai pra listinha que não para de crescer.
    Bjos, Carol.

    ResponderExcluir
  10. T_blogueira.anonima2 de maio de 2013 15:56

    Não gostei muito da resenha, eu li toda a coleção e acho na verdade, Isso é apenas uma copia da sinopse do livro. Acho que já que o autor publicou isto como uma resenha, ele devia ao menos dizer que não é de sua autoria. pois isso é plagio, enfim, Eu como blogueira critica de algumas resenhas online, acho que quando uma pessoa se compromete a realizar uma resenha de algum livro, ela deve ir além de uma simples copia ela tem que dar a sua opinião, e ao mesmo tempo comentar o livro com as suas palavras e não com as do autor.
    Acho que todos os blogueiros que resolvem publicar a resenha de um livro, tem que ter ao menos consideração com o seu publico...
    Pois quem faz plagio em uma publicação dedicada a leitores que querem saber mais sobre o assunto, e não uma simples copia. Não esta cometendo só uma simples plagio e sim desrespeitando o seu publico!

    assinado;
    T_blogueira.anonima.

    ResponderExcluir
  11. meuu deuus o livro poderosa é muito legall eu gostei muita da joana pk ela é engraçada e queriia assistiir o filmme ttem ??

    ResponderExcluir
  12. Olá, ellen! Então, eu sei que há 4 livros da série Poderosa, mas não sei sobre um filme... Acho que não tem. :/

    ResponderExcluir