RESENHA: Apátrida - Ana Paula Bergamasco (Booktour)


APÁTRIDA
Autora: Ana Paula Bergamasco
Editora: Todas as Falas
Ano: 2010
ISBN: 8599721143

Sinopse: Uma pequena vila na Polônia. Uma menina repleta de vida. Um encontro. Vidas Ceifadas. Sonhos Destruídos. Infâncias Roubadas. As recordações da personagem Irena amarram o leitor na história do século XX. O palco da narrativa é a conturbada Europa pós Primeira Guerra Mundial, culminando com a eclosão da Segunda Grande Guerra e a destruição que ela provocou na vida de milhões de pessoas. A narradora conduz a exposição em primeira pessoa, e remete o leitor a enxergar, através de seus olhos, o cotidiano a que ficou submetida.


Introdução
O livro relata a história de Irena, uma jovem polaca que tem sua vida intimamente mudada pela invasão de Hitler à Polônia e, posteriormente, pela II Guerra Mundial.

Capa
Totalmente apropriada à história, um atrativo a mais, inclusive, para que se leia. É extremamente bonita e remete à Europa, principalmente à Polônia e à Alemanha.

Estrutura
O livro é construído em 1ª pessoa, tornando a leitura intimista e profunda. Os acontecimentos citados e que influenciam diretamente na vida de Irena e seus filhos no livro, em quesito histórico, são todos verídicos. O ambiente é bem explorado, destrinchado, assim como as personagens, condizendo com a estrutura de autobiografia que a autora instituiu ao livro, e que possibilitariam ao mesmo ser realmente de uma pessoa que viveu em meio ao confronto. A alternância de gerações entre os capítulos e as palavras mantidas em seus sentidos e grafias originais situam o leitor em cada trecho da história, além de imprimir realidade ao novelo do romance.

Análise
O compromisso com a realidade daqueles tempos e posteriores da autora para com a história se percebe nas decepções, surpresas e alegrias de Irena. As pessoas que ama morrem, assim como as outras que tantas outras amavam. Ao contrário de romances fantásticos, a personagem não é poupada apenas por ser a protagonista, a vida esmaga e repõe como realmente acontece.
Um ponto forte do livro é, como supracitado, o caráter intimista, não só como estrutura, mas como o enredo inteiro. Comove, faz sentir na pele, e primordialmente refletir, um requisito chave para escritos que remetem à época e a outras igualmente terríveis.
Com o equilíbrio entre realidade, forma de escrita e ficção, Apátrida é um livro em toda sua totalidade objetivo e subjetivo, em uma dualidade que causa a equiparação entre ambos os lados.

Nota da Leitora
Apátrida foi um desafio de leitura para mim (como o descrevi à autora em espaço devidamente reservado), pois não conseguia ler nada sobre a II Guerra sem me martirizar ou sofrer até a exaustão pensando em todo o Holocausto, não só judeu, mas de várias nações. Não me arrependo de tê-lo lido, e elegi Apátrida como um dos meus livros nacionais favoritos, a ponto de brigar com internacionais, tais como O Senhor dos Aneis e Eça de Queirós. Queria agradecer à autora a oportunidade de ler tão magnífica obra.

Avaliação:
- Nota de Capa: 10
- Nota de Enredo: 10
- Nota de Coerência e Coesão: 10
- Nota de Gramática: 10
- Nota de caracterização das personagens e ambientação da história: 10
- Nota do Final: 10

Nota: 10




Recomendações:
Para todas as idades, todos os sexos, todas as cores, todos os pensamentos. Os ensinamentos de toda uma falta de humanidade daqueles anos devem ser repassados geração a geração, para que os erros que permanecem ocorrendo hoje sejam apenas uma lembrança ruim amanhã.

Conheça mais sobre Autora e livro em apatridaolivro.blogspot.com.

Share this:

COMENTÁRIOS

18 comentários:

  1. Oi Ana!

    Gostei mtu da estruturação de sua resenha que está bem feita também!

    Parabéns!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Já tive o prazer de ler esse livro e concordo com cada palavra citada na resenha...\o/

    ResponderExcluir
  3. Excelente resenha Ana.

    É um exemplo a se seguir e não falo isso por também ter lido Apátrida e concordar, mas pela estrutura da tua resenha.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Ai quero muito ler este livro, já vi tantas resenhas boas, e a história parece incrível!!

    ResponderExcluir
  5. garota que show, quer casar comigo?
    mesmo vc nao respondendo aqui vai meu link

    http://leandrodemorais.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Amei sua resenha.
    O livro é realmente nota 10, é comovente, realístico e instrutivo não só do ponto de vista histórico mas também humano, ele nos passa muitas lições sobre tolerância. Nos ensina a conviver com as diferenças e isso é muito importante pois os sentimentos que geraram o holocausto ainda existem nos nossos dias, ódio, preconceito, nacionalismo...
    Todos deveriam ler.

    ResponderExcluir
  7. Mias uma super resenha que leio dessa obra! Minha curiosidade aumenta cada vez mais. Adoro livros históricos, e o que vejo de críticas positivas em relação a esse livro indica que ele é realmente fantástico!

    Ótima resenha! Já está na minha lista de desejos :)

    Abraços,
    http://leitorasanonimas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Acho a capa bonita mas não sei se esse livro é do meu tipo de leitura.. :/

    Beijocas,
    Thais P.
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá, Carol!

    Puxa, fico muito feliz que tenha gostado! Eu tenho uma ética profissional que eu sigo à risca: não importa o que seja, eu devo analisar profundamente.

    Obrigada pela visita!
    Ana.

    ResponderExcluir
  10. Olá, Marcio!

    Ufa, que bom que eu fui justa! Eu não queria passar da realidade, nada mais que ela.

    Obrigada pela visita!

    ResponderExcluir
  11. Olá, Fábio!

    Obrigada pelas qualificações. Eu prezo pela resenha crítica MESMO, não apenas um resumo com comentário. É necessário para ajudar o autor a crescer, não apenas expor uma opinião.

    Obrigada pela visita!
    Ana.

    ResponderExcluir
  12. Olá, Paola!

    Ah, leia sim! Você vai adorar, viu? Até eu que corro de livros de segunda guerra li!

    Obrigada pela visita!
    Ana.

    ResponderExcluir
  13. Olá, Leandro!

    Como é que é? hahahaha. Não posso, fiz um tratado pessoal de jamais me casar, rs.
    Bom, eu já retribuí a visita. Muito obrigada, viu?
    Ana.

    ResponderExcluir
  14. Olá, Adriana!

    O que mais posso dizer? Você disse tudo!!

    Obrigada pela visita,
    Ana.

    ResponderExcluir
  15. Olá, Leitoras!

    Ah, não acredito que você ainda não leu, né? rs. Tá esperando o quê? Se as resenha são boas e você gosta de livros históricos, a oportunidade é esta!

    Obrigada pela visita!
    Ana.

    ResponderExcluir
  16. Olá, Thais!

    Olhe, eu também me fiz esta pergunta. E ela me foi respondida de uma maneira... Vou até presentear meu professor com este livro. Sabe, é uma leitura incrível. Mesmo que você não goste de História! Eu aposto 20 mangos com você! Você vai adorar.

    Obrigada pela visita!

    ResponderExcluir
  17. Bom, eu odeio História mas já que vc está até apostando acho que vou dar uma chance ao livro.
    Bjos, Carol.

    ResponderExcluir
  18. Acho que iria amar esse livro. Vou comprar.
    Bjus, Maria.

    ResponderExcluir