Paz de Espírito

Eu sei que não costumo expressar pensamentos aqui (além das resenhas), mas hoje tive uma súbita inspiração... Ou apenas o desejo irrefreável de exprimir cada sensação que me faz cada dia mais humana (no sentido bom e não parasitário da palavra, é claro).
Nunca havia me sentido tão viva. Tão lúcida. Tão... esperançosa. Há tempos, agora noto, era apenas uma alma quase Inferi (vide Harry Potter), sem sonhos ou desejos acalentados, à exceção de um (embora quase extinguido). Vivendo por viver, olhando a vida com olhos normais, sem brilho de uma ambição (bondosa ou não!), trabalhando em prol de vontades passageiras. Sinto, mas meus livros também se condicionaram a isto. Tornei-me tão "zumbítica" (perdoe-me a expressão) que dormir era a única coisa que me isolava - de modo algum dava-me prazer ou felicidade: sempre dormi mal. Lia com a mesma vontade de antes, é claro, porém a mesma estava se tornando rarefeita como o ar em uma cordilheira. Era preciso acordar.
O balde de água fria, o estopim foi um sonho. Acredite, eu que NUNCA me recordei de meus sonhos (embora deva tê-los, não sou tão anormal assim) tive um sonho que mudou toda a minha condição. Lembra-se daquele desejo quase apagado? Os olhos focalizaram os meus no sonho. Eu me senti viva, mesmo estando presa naquele estado de torpor. E decidi, embora acreditasse anteriormente, que não viveria JAMAIS por viver. A cada dia, teria o meu objetivo, o meu caminho. E então percebi que não era puro acaso...
Chame de Nirvana, Deus, destino, Alá ou qualquer nome que a sua divindade, a sua crença tenha. Eu tenho um ideal a seguir, e jamais estarei desamparada. Eu vi pessoas que têm crenças, eu senti a fé delas em todos os lugares. Existem pessoas vis que se apoderam de pessoas com fé, não tão ingênuas quanto parecem. Eu sei, vejo isto em todos os noticiários. Mas, enfim, entendi o verdadeiro significado de tudo que me rodeia e me inflama.
A partir de hoje, a minha alma está em paz (não em férias!), e cada passo, cada opinião, cada PALAVRA que sair da minha boca será para melhorar, ainda que com críticas negativas, e batalhar para que outras pessoas que, assim como eu, estiverem em semelhante estado ergam suas vozes, suas mãos, inflamem suas energias e não deixem que a vida seja tão dispensável como é tratada.
A vida deste planeta está sendo destruída por nós, parasitários. Não se esqueçam de que, infames patifes que continuam a sobrepujá-la, um dia o hospedeiro morre e com ele o parasita...
A vida pode se exaurir, mas este planeta continuará existindo até que o sol o engolfe, ou exploda atingido por algo.
Tudo isto é muito caro, muito vívido, para ser desperdiçado.
Obrigada, meu Iluminador, por colocar à frente de meus olhos muito mais do que um par de óculos.

Share this:

COMENTÁRIOS

3 comentários:

  1. Nossa, isso foi lindo. Achei que fosse só eu que nunca lembrei de sonhos.

    Sabia que há tempos eu estou meio cansada de viver (não que eu queira morrer, mas parece que eu me apeguei a rotina e tudo fica na mesma), então lá fui eu procurar Ele. Estou procurando, mesmo, e tentando viver melhor, mais feliz.

    Hoje vou fazer um vigília (não sei se é cristã) e estou muito ansiosa. Tomara que dê tudo certo!

    Beijinhos, Babi

    www.a-viajante-dos-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Meme pra vc:

    http://a-viajante-dos-livros.blogspot.com/2011/04/meme-musical.html

    Beijinhos, Babi

    ResponderExcluir
  3. Menina, tava assim também, e no ano passado tive a oportunidade de encontrar Ele. Nunca mais fui a mesma, e desde então venho melhorando.

    Eu sei que dormi bem quando eu me lembro dos meus sonhos. Antes eu tava muito estressada, era uó.
    Que bom que você mudou. Mais qualidade de vida, com certeza.
    Beeeijos!

    ResponderExcluir