Projeto Eu Escrevo Bem: Estrelas.

Estrelas

– Mas, mãe... – balbuciou a garota, as mãos na face rósea e ardida da bofetada recente. – O que eu fiz?
A mãe lhe deu um breve puxão no cabelo antes de se virar para o espelho e retirar as pérolas das orelhas.
– Garotinha ordinária, ouça bem – apertou os punhos em torno do corpo. – Há coisas que não se pode fazer em um ambiente elegante.
A menina piscou os olhos indignados, lutando contra as lágrimas que afloravam em seus olhos e não se derramavam. Sentiu a coragem crescer dentro de si e, decidida, encarou as costas nuas da mãe envoltas pelo elegante traje negro.
– A Senhora me bateu porque eu avisei àquela moça na festa que o vestido dela estava rasgado? – Cerrou os dentes quando a feição que reprovava encontrou a sua.
A mulher olhou bem para a garotinha loira e alta de dez anos, quase inexplicavelmente sua filha, envolta de forma ridícula em um vestido azul de renda.
Suspirou. A menina era apenas uma criança.
– Sente-se, querida – e puxou outra cadeira para si. – Ouça, há coisas que não devem ser ditas.
– Eu sou censurada por falar com sinceridade?
– Aprenda uma coisa: sinceridade sem discernimento é como atirar em seu próprio pé. Medir as palavras é importante quando você vive em um ambiente social. – A mãe lhe afagou os cabelos. – Desculpe pela bofetada. Você sabe que não me controlo quando irritada.
– Por que ficou brava? Por que não posso ser sincera? – indagava a garotinha, sem ter entendido ainda.
– Soa como falta de educação. As pessoas vão pensar que é uma intrometida e se afastarão de você.
– Mãe, os convidados estavam rindo dela!
– Deixe que rissem. Ria também! Essas festas são o trabalho da mamãe, é bom que você caia nas graças deles; é necessário para manter nosso padrão de vida. – Beijou-lhe a testa. – Agora, vá dormir.
– Sim, mamãe – sorriu a menina, um brilho estranho em seu olhar cintilava.
Nascia mais uma cínica naquele círculo social; "Sinceridade sem discernimento é como atirar em seu próprio pé"...



Esse texto faz parte do Projeto Eu Escrevo Bem. Clique no banner para ser redirecionado ao site do projeto.

Share this:

COMENTÁRIOS

2 comentários:

  1. Oi, Ana!

    Bem, qualquer atitude sem discernimento é um tiro no pé, não?

    Gostei do texto.

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  2. Oi, •*♥*• Sanzinha •*♥*•!

    Com certeza... mas exatamente isso que eu quis mostrar. E como às vezes somos adeptos do cinismo somente para tomarmos parte em um círculo social.

    Obrigada por ler e comentar!
    Abraços.

    ResponderExcluir